Preciso dizer que hoje foi um dia histórico. E vou tentar escrever aqui para marcar e escrever um texto mais detalhado depois. Pedalando e perdido sem GPS na fronteira entre Bélgica e França. Na região de Flandres/Roubaix.

Dormi em Menem, que só não esqueci o nome por conta do presidente argentino.

Após dormir todas as noites nessa cidade e usar como base para fazer a cobertura das corridas das Clássicas de Flandres, localizei que Roubaix ficava há apenas 1h de bike de lá e o histórico Velódromo da Ville de Roubaix um destino.

Uma região plana, rural, canais e ciclo-estradas…


Por aqui, surgiu essa loucura de vir pra cá. Me separei após 10 anos de relacionamento no final de 2018 e no meio de 2019 passei 3 meses viajando pela Europa.

Fiz um curso sobre entretenimento.

Fui a diversos eventos incluindo o Sonar Barcelona, o Rock in Rio Lisboa, o Tour de France e até a Copa do Mundo da Rússia. Numa dessas, já quase voltando conheci um cara em Amsterdam que trabalhava numa agencia alemã e trocamos cartão. Em Berlim, conheci uma menina nesses Apps de relacionamento rápido e ficamos juntos alguns dias antes de eu voltar ao Brasil.


Menen, 29 de março de 2021

Na Bélgica. Não sei escrever nem o nome da cidade direito. Para saber a data do ano, precisei verificar no celular. Toca música clássica na estação de rádio da TV. O pior quarto de um hotel duas estrelas. Janela de frente para a rua, que é bem movimentada apesar do tamanho da cidade. O quarto é todo acarpetado, mas a cama é king size.

Fechando um olho e olhando pela janela, parece até Inhambupe. A cidade dos meus pais. A diferença? Vi estudantes saindo da escola. Todos de bike. Todos de máscara. Plena crise de Covid-19 que mudou o mundo de um jeito que ninguém poderia imaginar, nem mesmo eu que vivo num mundo cor-de-rosa.

Começaram as Clássicas de Flandres.
Vim ver de perto.
Inacreditável.


O processo de falar sobre o passado. De processar o passado ou uma “reconciliação com o passado”. Vergangenheitsbewältigung descreve a tentativa de analisar, compreender e aprender a viver com o passado.

"Está provado que só é possível filosofar em alemão", diria Caetano. Alemão tem palavra para tudo. Às vezes, de tão lógicas, parecem nome de banda hispter: Freikorpekulture, Freiluftkino ou Handschuh. Eu adoro Garderobe.

“Aqueles que esquecem o passado estão condenados a repeti-lo”.
George Santayana

Vergangenheitsbewältigung abrange preocupações históricas do comprometimento e cooptação de muitas das instituições culturais, religiosas e políticas alemãs pelo regime nazista. …


Putas quiz pariu! Vocês vão achar que é sacanagem, mas eu vi muita matada de bola como essa. Só que do meu amigo Baixo, no Profissional do Anglo-Americano.

Final de Campeonato. Quadra principal. Terceiro Ano contra o Primeiro. Que era aliás um time muito melhor que o do Segundo Ano. Do qual eu fazia parte, mas mal tínhamos um escrete. Nem selecionado eu fui. Ao passo que o passe, das duas maiores revelações daquela turma, dois baixinhos que jogavam com maestria, era disputado por grandes times daquela Liga, como o Orlando Cabeçudo’s Magic e o Dennis & Rafa Directors Sons


Bleibt zu Hause!’

keine Schule,
Kino, Theater, Fußball
keine KaDeWe, Biergarten und Restaurant.
keine Freunde,
keine Neun.

Kein Flamengo?
Keine Trophäen?
100 Tore von Gabigol?
100 Spiele?
100 Medaillen?
100 Rekorde?
Gestoppt!

Brauchen wir das?

Keine Party,
Forró,
Samba,
Hochzeit.
Feijoada?
Ich habe es getan!

Alles gestoppt?
Das Bier?
Der Wein?
Hat es wirklich aufgehört?

Aber der Fernseher blieb stehen!
Die Börse!
Der Ball!
Das Rad!

Gereist?
Verboten!
Ich bin gereist.
Wiederverbinden?
Gib etwas Geld aus!

Jetzt sind es nur wir zwei.
Ende davon.
Vergrößere es, mein Bruder?!
Gespeichert.

Der Betrunkene ist vorbei.
Der Lauf.
Der Angriff
Die Hand?
Nein, nein.

Hattest du Sex?
Nachrichten,
Musiker,
Gebildet!
Und die Sonne?

Welcher Tag ist heute?
Es spielt keine Rolle mehr.
Morgen?
Endet die Welt?
“Mit Bier!”


'Bleibt zu Hause!'

'Fique em casa!' grita a manchete do 'Hamburger Abendblatt (21/22 de Março 2020)

Sem escola,
cinema, teatro, futebol.
Sem shopping, boteco e restaurante.
Sem o Baixo,
Sem o 9.

Sem o Flamengo?
Sem Taça?
100 gols do Gabigol?
100 Jogos?
100 Medalhas?
100 Recordes?
Pra quê?

Parou. Precisa?

Sem festa,
Forró,
Samba,
Casamento.
Feijoada?
Fiz.

Parou o bagulho?
A cerveja?
O vinho?
Parou mermo?
Duvido.

Mas parou a TV!
A bolsa.
A bola.
A bike.

Viajou?
Proibiram.
Reconecta?
Gasta um dinheiro!

Agora só nós 2.
Fim de tudo.
Mete um Zoom, mané?!
Salvou.

Acabou o porre.
O corre.
O 'rappa'.
A mão?

Transou?
Notíciou?
Músicou?
Formou.
E o Sol?

Que dia é hoje?
Não importa mais.
E amanhã, mané?
O Mundo acaba?
'Com cerveja!'


Quando um amigo alemão me disse que ao mudar pra Alemanha eu iria ver coisas que eu nem sabia que existiam, ele devia estar falando da IFA Berlim 2019! A Feira que começou como a German Radio Show, tem em sua história, ser responsável por mostrar os primeiros modelos de Rádio para Albert Einstein, que proferiu o seguinte discurso na abertura da Feira, em 1930:

"O rádio deve cumprir uma função especial e única para a reconciliação internacional. Até agora, os povos se conheciam quase apenas com a ajuda do espelho distorcido de sua própria imprensa diária. O rádio mostra…


Hamburg was partying to host the big names in World Cycling at EuroEyes Cyclassics. One of the largest cycling events held in Europe, attended by over 15,000 cyclists competing in the streets of the city at a major bike-loving festival.

At the Northwest Germany and connected to the North Sea by the mouth of the River Elbe, Hamburg is a beautiful harbor city with that typical Germanic land tranquility. …


When the pedal is law.

Every Tuesday the alarm clock rings at 6am. On Thursdays? Same thing. Saturday? Saturday is #FreeLanda World Day! Is every week like this? Yes! Every week. Don’t get tired, right?! Tired?! For sure is tired, but… You’re crazy! Where are you going? I’m going there on those antennas. By bike? That is danger! It’s falling down! And next week I want to go to that other mountain. Crazy!

Junimba Simões

My Blog

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store